TSE manda tirar do ar fake news contra Marina Silva

O TSE acolheu ação da Rede Sustentabilidade e determinou a retirada da internet de matérias publicadas em sites que afirmam que a pré-candidata do partido está envolvida em esquemas de corrupção; as fake news constavam na página “Partido Anti PT”

Brasília - Marina Silva da Rede Sustentabilidade lança a campanha Nem Dilma Nem Temer, Nova Eleição é a Solução (Elza Fiuza/Agência Brasil)
Brasília - Marina Silva da Rede Sustentabilidade lança a campanha Nem Dilma Nem Temer, Nova Eleição é a Solução (Elza Fiuza/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Por Felipe Martins, Revista Fórum - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acolheu ação da Rede Sustentabilidade e determinou a retirada da internet de matérias publicadas em sites que afirmam que a pré-candidata do partido está envolvida em esquemas de corrupção. As fake news constavam na página “Partido Anti PT”

A Rede contestou cinco links publicados em 2017. Dois destes traziam no título: “Leo Pinheiro diz que Marina recebeu propina da OAS” e “Caetano (Veloso) defendeu Marina, que recebeu propina da OAS, Odebrecht e de Eike Batista”. As postagens levam para o site Imprensa Viva, parceiro do site no Facebook.

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247