Tucanos são os algozes da democracia no Brasil, afirma Paulo Teixeira

Em discurso contundente na tribuna da Câmara, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) referiu-se à série de denúncias que recaem sobre o PSDB e o adversário de Dilma na campanha presidencial de 2014, senador Aécio Neves (PSDB-MG), capa da revista Veja do último final de semana por denúncias de corrupção; "Aécio Neves compareceu às manifestações do impeachment, defendendo a bandeira da moralidade, ele, que, posteriormente, foi citado por diversos delatores como tendo participado do processo de corrupção"; "Os senhores são os algozes da democracia no Brasil, os grandes responsáveis pelo que o Brasil está vivendo neste momento", disse Teixeira 

Em discurso contundente na tribuna da Câmara, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) referiu-se à série de denúncias que recaem sobre o PSDB e o adversário de Dilma na campanha presidencial de 2014, senador Aécio Neves (PSDB-MG), capa da revista Veja do último final de semana por denúncias de corrupção; "Aécio Neves compareceu às manifestações do impeachment, defendendo a bandeira da moralidade, ele, que, posteriormente, foi citado por diversos delatores como tendo participado do processo de corrupção"; "Os senhores são os algozes da democracia no Brasil, os grandes responsáveis pelo que o Brasil está vivendo neste momento", disse Teixeira 
Em discurso contundente na tribuna da Câmara, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) referiu-se à série de denúncias que recaem sobre o PSDB e o adversário de Dilma na campanha presidencial de 2014, senador Aécio Neves (PSDB-MG), capa da revista Veja do último final de semana por denúncias de corrupção; "Aécio Neves compareceu às manifestações do impeachment, defendendo a bandeira da moralidade, ele, que, posteriormente, foi citado por diversos delatores como tendo participado do processo de corrupção"; "Os senhores são os algozes da democracia no Brasil, os grandes responsáveis pelo que o Brasil está vivendo neste momento", disse Teixeira  (Foto: Aquiles Lins)

Do PT na Câmara - Em discurso contundente na tribuna da Câmara, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) referiu-se à série de denúncias que recaem sobre o PSDB e o adversário de Dilma na campanha presidencial de 2014, senador Aécio Neves (PSDB-MG), capa da revista Veja do último final de semana por denúncias de corrupção. A revista reporta que Aécio Neves recebeu um depósito fruto de propina, numa conta em Nova Iorque, em nome da sua irmã, Andreia Neves.

Lembrou Paulo Teixeira que Aécio Neves não aceitou a vitória de Dilma Rousseff e buscou impugnar a chapa vencedora de Dilma nessa ação que tramita no TSE. Depois disso, Aécio Neves liderou o PSDB para ajudar a impedir Dilma de governar, votando matérias contrárias ao interesse público, dizendo ao País: quanto pior, melhor.

"Mas não contente com essa atitude, Aécio Neves compareceu às manifestações do impeachment, defendendo a bandeira da moralidade, ele, que, posteriormente, foi citado por diversos delatores como tendo participado do processo de corrupção".

Na avaliação de Paulo Teixeira, Aécio Neves feriu de morte a democracia, porque uma das regras da democracia é que o derrotado aceite o resultado e vá para a oposição. "Mas ele não aceitou o resultado, liderou uma grande coalisão de forças para impedir Dilma Rousseff de governar e levou o País a esse grande impasse que nós estamos vivendo: desemprego, falta de crescimento econômico e paralisação do País".

"Quero dizer que Aécio Neves e o seu partido, o PSDB, participam deste Governo cuja popularidade cada dia diminui, que ampliou o desemprego e a recessão, porque congelou os gastos públicos. Este Governo é o autor dessa malfadada destruição da Previdência, porque eu não chamo isso e reforma, que foi uma das mais cruéis políticas públicas contra os pobres".

E reforçou o deputado: "Este PSDB que impugnou a chapa, que inviabilizou, interditou o Governo, que liderou o impeachment, e que não podemos esquecer que o relator do impeachment no Senado Federal foi o senador Antonio Anastasia, deste mesmo PSDB, hoje, é o que traz essa agenda da destruição dos direitos".

Paulo Teixeira disse que defende o exercício do amplo direito de defesa, o contraditório, entretanto, não foi esta a postura de Aécio Neves e do PSDB no período anterior. "Esse partido irresponsável ajudou a liderar esse impasse que estamos vivendo no Brasil, com desemprego, falta de crescimento; um impasse econômico que só uma nova eleição haverá de resolver. Mas não venham aqui posar de vítimas. Os senhores são os algozes da democracia no Brasil, os grandes responsáveis pelo que o Brasil está vivendo neste momento", vaticinou.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247