Vagner Freitas: Bolsonaro é incompetente e destrutivo

"Queda na popularidade é reflexo de um governo incompetente, destrutivo, distante da vontade do povo, que ataca os direitos da classe trabalhadora", afirmou o presidente da CUT, Vagner Freitas

(Foto: Reprodução/Facebook)

247 - O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, bateu pesado em Jair Bolsonaro, após o Datafolha apontar que a reprovação dele aumetou de 33%, em julho, para 39% atualmente. A aprovação de Bolsonaro caiu de e 33% em julho para 29% agora. 

"Queda na popularidade é reflexo de um governo incompetente, destrutivo, distante da vontade do povo, que ataca os direitos da classe trabalhadora", escreveu o sindicalista no Twitter.

A pesquisa também revelou outro dado que é um verdadeiro revés para Bolsonaro: se o segundo turno da eleição para presidente da República fosse hoje, Fernando Haddad (PT) seria eleito com 42% dos votos, contra 36% do atual ocupante do Planalto. Outros 18% votariam branco ou nulo e 4% não souberam responder.

Foram entrevistadas 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247