Vagner Freitas: Bolsonaro é incompetente e destrutivo

"Queda na popularidade é reflexo de um governo incompetente, destrutivo, distante da vontade do povo, que ataca os direitos da classe trabalhadora", afirmou o presidente da CUT, Vagner Freitas

(Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, bateu pesado em Jair Bolsonaro, após o Datafolha apontar que a reprovação dele aumetou de 33%, em julho, para 39% atualmente. A aprovação de Bolsonaro caiu de e 33% em julho para 29% agora. 

"Queda na popularidade é reflexo de um governo incompetente, destrutivo, distante da vontade do povo, que ataca os direitos da classe trabalhadora", escreveu o sindicalista no Twitter.

A pesquisa também revelou outro dado que é um verdadeiro revés para Bolsonaro: se o segundo turno da eleição para presidente da República fosse hoje, Fernando Haddad (PT) seria eleito com 42% dos votos, contra 36% do atual ocupante do Planalto. Outros 18% votariam branco ou nulo e 4% não souberam responder.

Foram entrevistadas 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247