Virgílio: ‘PSDB se acha último biscoito do pacote’

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que anuncia sua desistência da prévia para escolher o candidato do PSDB à presidência da República, disparou críticas ao partido. O seu concorrente seria o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, presidente nacional da sigla; "O PSDB sempre foi um partido meio esnobe, meio de nariz empinado", que "não se comunica com as pessoas mais pobres do país"; segundo ele, Alckmin não tem "preocupação social" 

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que anuncia sua desistência da prévia para escolher o candidato do PSDB à presidência da República, disparou críticas ao partido. O seu concorrente seria o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, presidente nacional da sigla; "O PSDB sempre foi um partido meio esnobe, meio de nariz empinado", que "não se comunica com as pessoas mais pobres do país"; segundo ele, Alckmin não tem "preocupação social" 
O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que anuncia sua desistência da prévia para escolher o candidato do PSDB à presidência da República, disparou críticas ao partido. O seu concorrente seria o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, presidente nacional da sigla; "O PSDB sempre foi um partido meio esnobe, meio de nariz empinado", que "não se comunica com as pessoas mais pobres do país"; segundo ele, Alckmin não tem "preocupação social"  (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que anuncia sua desistência da prévia para escolher o candidato do PSDB à presidência da República, disparou críticas ao partido. O seu concorrente seria o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, presidente nacional da sigla. "O PSDB sempre foi um partido meio esnobe, meio de nariz empinado", que "não se comunica com as pessoas mais pobres do país". As declarações foram concedidas à BBC Brasil.

O tucano enxerga as prévias como um "processo fraudulento" e disse que Alckmin não tem "preocupação social" nem "linguagem" para falar com outras regiões do país, por isso não decola nas pesquisas de intenção de voto.

Virgílio afirmou, ainda, que o PSDB perde eleição presidencial desde 2002 porque fez campanhas "paulistocêntricas", "como se não houvesse vida inteligente no resto do país".

Leia a íntegra da entrevista

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247