Vitória de Dirceu faz PT mudar estratégia de Lula

A manobra do ministro Edson Fachin, para evitar que o ex-presidente Lula fosse julgado pela segunda turma do STF, a mesma que soltou José Dirceu, fez a defesa reorientar sua estratégia; o foco agora é na reavaliação da prisão em segunda instância para que o ministro Marco Aurélio Mello tome uma decisão sobre reclamação apresentada pelo PCdoB antes do recesso

Lula
Lula (Foto: Gustavo Conde)

247 – A decisão claramente política e ressentida de Edson Fachin somada à vitória surpreendente de José Dirceu constituiu um novo coquetel jurídico e produziu um efeito que, agora, movimenta as peças do tabuleiro eleitoral do país. O PT reorienta sua defesa de Lula com foco na reavaliação da prisão em segunda instância. Para o partido, esse é o melhor caminho para garantir a candidatura de Lula ao planalto.

“A decisão de Edson Fachin, do STF, de remeter ao plenário da corte o novo pedido de liberdade de Lula fez o PT dar uma guinada em sua estratégia jurídica. Avaliando que as chances do ex-presidente tornaram-se remotas, a sigla voltou a pressionar o Supremo a reanalisar a autorização de prisões após condenação em segunda instância. O alvo da ofensiva é o ministro Marco Aurélio Mello –relator de ação em que o PC do B pede a suspensão de todos os casos em que houve antecipação de pena.

Petistas e aliados de Lula atuam para obter uma decisão antes do recesso do Judiciário –que começa na semana que vem. A pressa tem motivo: Fachin atrelou à análise do recurso de Lula que foi enviado ao plenário discussão sobre a inelegibilidade do petista.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247