Wagner: ‘Lula pode ser assessor especial se não for ministro’

Ministro Jaques Wagner, chefe do Gabinete Pessoal da presidente Dilma Rousseff, afirmou que o ex-presidente Lula pode se tornar assessor especial da Presidência da República caso não possa assumir a chefia da Casa Civil; Wagner também disse que o processo de impeachment poderá resultar no agravamento da crise econômica

Brasília- DF 03-12-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Ministro da casa civil, Jaques Wagner durante entrevista no Planalto.
Brasília- DF 03-12-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Ministro da casa civil, Jaques Wagner durante entrevista no Planalto. (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser tornar assessor especial da Presidência da República se não puder assumir a Casa Civil, disse nesta quarta-feira o ministro Jaques Wagner, chefe do Gabinete Pessoal da presidente Dilma Rousseff.

Em entrevista a mídia estrangeira, Wagner voltou a criticar o impeachment, alertando que ele significará um agravamento da crise econômica e não sua solução, como defendem os favoráveis ao afastamento de Dilma da Presidência.

(Reportagem de Maria Pia Palermo)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247