Zé de Abreu clama solidariedade por Dirceu

Em viagem por Budapeste, o ator José de Abreu voltou a usar o Twitter para descascar a política nacional; desta vez, porém, o alvo foi o PT, partido do qual é militante; demonstrando irritação com a situação do ex-ministro José Dirceu, que está preso de forma abusiva em Brasília, o ator disse que até “até que o governo e o PT tomem uma atitude ENÉRGICA contra a prisão POLÍTICA do Zé Dirceu, não contem comigo pra mais nada!”; segundo Abreu, sem Dirceu, "Dilma nem existiria nacionalmente" e Lula não teria sido eleito

Em viagem por Budapeste, o ator José de Abreu voltou a usar o Twitter para descascar a política nacional; desta vez, porém, o alvo foi o PT, partido do qual é militante; demonstrando irritação com a situação do ex-ministro José Dirceu, que está preso de forma abusiva em Brasília, o ator disse que até “até que o governo e o PT tomem uma atitude ENÉRGICA contra a prisão POLÍTICA do Zé Dirceu, não contem comigo pra mais nada!”; segundo Abreu, sem Dirceu, "Dilma nem existiria nacionalmente" e Lula não teria sido eleito
Em viagem por Budapeste, o ator José de Abreu voltou a usar o Twitter para descascar a política nacional; desta vez, porém, o alvo foi o PT, partido do qual é militante; demonstrando irritação com a situação do ex-ministro José Dirceu, que está preso de forma abusiva em Brasília, o ator disse que até “até que o governo e o PT tomem uma atitude ENÉRGICA contra a prisão POLÍTICA do Zé Dirceu, não contem comigo pra mais nada!”; segundo Abreu, sem Dirceu, "Dilma nem existiria nacionalmente" e Lula não teria sido eleito (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Em viagem por Budapeste, o ator e político José de Abreu voltou a usar a sua conta pessoal no Twitter para descascar a política nacional. Desta vez, porém, o alvo foi o PT, partido que sempre defendeu a apoiou. Mostrando irritação e revolta com a situação do ex-ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, que está preso em regime fechado no Presidio da Papuda, em Brasília, em função do julgamento da Ação Penal 470, o chamado mensalão, o ator disse que até “até que o governo e o PT tomem uma atitude ENÉRGICA contra a prisão POLÍTICA do Zé Dirceu, não contem comigo pra mais nada!”

Ele também criticou o silêncio da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em torno do assunto. “Sem Dirceu Lula jamais seria eleito. Dilma nem existiria nacionalmente. Chega de contemporizar. Vou me concentrar na luta pela Justiça”, postou.

Em suas postagens, José de Abreu ressalta que só entrou nos quadros do PT por conta de Dirceu e que não está preocupado com o que possam pensar a seu respeito por conta da sua defesa em torno do ex-ministro. “Nem venham com o lugar comum de que minha atitude ajuda a oposição, dane-se! Quero ver meu amigo ser defendido pelos Companheiros”, escreveu em sua conta no Twitter.

Afirmando que tanto Lula como Dilma estão sendo omissos em torno da prisão do correligionário, José de Abreu diz que ambos devem “uma explicação aos companheiros” sobre o assunto. O ator diz, ainda, que irá liderar uma “campanha solitária” “contra a injustiça a que Dirceu está sendo submetido” em função do silêncio do PT em torno da prisão do “homem que levou Lula ao poder”. O ator afirmou ainda que, sem Dirceu, "Dilma nem existiria nacionalmente".

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email