Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Dilma diz ser “inquestionável hoje que foi dado um golpe”

Em palestra sobre gestão pública em João Pessoa, na Paraíba, neste sábado 22, a presidente legítima Dilma Rousseff afirmou que "a história está sendo implacável com os golpistas" e que "aquela discussão que enfrentamos durante todo o ano em 2016 e metade de 2017, se o impeachment foi ou não um golpe parlamentar, saiu do terreno da especulação e está no terreno dos fatos"; "É inquestionável hoje que foi dado um golpe", disse; Eduardo Cunha, responsável pela aceitação do pedido de impeachment da petista quando era presidente da Câmara, está hoje preso; e Aécio Neves, derrotado nas eleições e principal articulador do movimento para tirar Dilma do poder, é o mais delatado da Lava Jato e já virou cadáver político nas pesquisas

Joesley diz ter renascido após delatar Temer e Aécio

Em artigo, o empresário faz um relato 67 dias e noites após ter feito acordo de delação premiada, em que entregou, no âmbito da Lava Jato, Michel Temer, Aécio Neves e diversos outros políticos no esquema de corrupção do qual participava a JBS e pelo qual terá de pagar uma multa de R$ 10,3 bilhões; "Senti-me um novo ser humano, com valores, entendimento e coragem para romper com elos inimagináveis da corrupção praticada pelas maiores autoridades do nosso país", escreve; ele rebate "mentiras e folclores em série" divulgados contra ele e chama de "completo absurdo" a divulgação na TV de imagens de sua família deixando o País, "como se estivéssemos fugindo"


Fechar