Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Renan sobe no palanque de Lula e ensaia aliança para eleição de 2018

No primeiro evento em Alagoas, o ex-presidente Lula subiu no palanque ao lado do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e do governador Renan Filho; em sua fala, Renan criticou Michel Temer por cortar recursos do Bolsa-Família; "O governo do Lula é o governo do povo, para o povo. Diferente do governo atual, que vai elevar o rombo para R$ 150 bilhões, cortando recursos para o Bolsa Família", disse Renan; "Durante os oito anos de meu governo tive divergências com o senador Renan Calheiros, mas ele sempre me ajudou a aprovar o que é bom para o povo", disse Lula; encontro entre Lula e Renan é primeira evidência de uma aliança entre o ex-presidente e políticos de partidos conservadores insatisfeitos com os rumos do País

Se Eletrobras passar, Petrobras será a próxima

Agência Brasil | Reuters

Se a sociedade brasileira permitir que um governo não eleito, que chegou ao poder por meio de um golpe, privatize a maior empresa brasileira do setor elétrico, que controla 40% da geração de energia no País, que ninguém duvide: o próximo passo de Michel Temer será a venda da Petrobras; a privatização da empresa de petróleo, na prática, já começou, com a venda de ativos por Pedro Parente e com a desistência da estatal de participar dos próximos leilões do pré-sal; segundo o ministro Fernando Coelho Filho, o governo poderá arrecadar R$ 20 bilhões com a privatização da Eletrobras, cerca de 15% do rombo anual produzido por Temer


Fechar