Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Meirelles confirma plano de assaltar seu FGTS

Governo confirma a intenção de pagar as primeiras parcelas do seguro-desemprego com parte do FGTS dos trabalhadores e a multa de 40%, paga nos casos de demissão sem justa causa, e não com recursos do Tesouro, como vinha sendo feito até agora; ou seja: além de produzir o maior desemprego de todos os tempos, o governo Temer, aprovado por apenas 2% da população, quer meter a mão no seu FGTS; segundo o ministro da Fazenda, a medida está em "fase embrionária"; em nota, a CUT protestou: "é uma das maiores perversidades do governo ilegitimo e golpista de Temer"; a central lembrou que este não é um dinheiro do governo, mas dos trabalhadores

Cunha diz que delação de Funaro levará Geddel e Moreira à prisão

Previsão foi feita em depoimento à Polícia Federal na semana passada; Lúcio Funaro, que está preso e é acusado de ser operador de propinas de Eduardo Cunha, negocia delação premiada com os investigadores da Lava Jato e promete entregar inclusive Michel Temer; em dois depoimentos à PF, Funaro contou e entregou provas de que teria sido pressionado por Geddel Vieira Lima, um dos principais aliados de Temer, para não delatar; segundo ele, Geddel recebeu R$ 20 milhões em propina para ajudar na liberação de crédito para empresas da holding J&F; ele diz ainda ter pago comissão para Moreira Franco, atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência e outro braço direito de Temer, relacionados à recursos do FI-FGTS


Fechar