Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Dilma: com “Menos Médicos”, Temer comete atentado contra população

Roberto Stuckert | REUTERS

A presidente deposta Dilma Rousseff criticou o decreto de Michel Temer que proíbe a criação de novos cursos de Medicina no País por um período de cinco anos, atendendo a um lobby da corporação; em sua página na internet, Dilma lembrou que o Brasil tem no máximo a metade do número de médicos de que necessita e a maioria se concentra nos grande centros urbanos; "Quando criamos o programa Mais Médicos, 700 municípios brasileiros não tinham nenhum médico, 1.900 municípios tinham apenas um médico e outras tantas cidades só contavam com um médico alguns dias por semana", diz Dilma; "Nós fizemos o Mais Médicos, programa aprovado pela população atendida. O Governo golpista, fiel a sua vocação antipopular,  coloca em prática o 'Menos Médicos'", criticou a petista

Lula: MP invade minha casa mas não investiga a Globo?

Reprodução

Em entrevista ao jornalista Fernando Morais, o ex-presidente Lula criticou o Ministério Público Federal por não se manifestar sobre as denúncias de corrupção e pagamento de propina envolvendo a Globo; "Alguém tem que investigar. O que eu acho estranho é que o Ministério Público até agora, o mesmo MP que invadiu o Instituto Lula, que invadiu a minha vida, até agora não falou nem fez nada. Espero que faça para a gente descobrir se é verdade que teve influência de um canal de televisão que deteve o monopólio seja na Copa das Confederações, seja na Copa do Mundo, seja no Sul-Americano, seja na Copa Brasil", disse Lula; o PT protocolou representação criminal pedindo à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que investigue a suposta participação da Globo no esquema de pagamento de R$ 50 milhões em propinas por direitos de transmissão de jogos


Fechar