(photo: )
Conteúdo oferecido por Caixa Seguradora
09.05.2017, 12:38

Fadiga crônica. Não deixe o cansaço vencer a parada

Você já viveu um daqueles dias se sentindo tão cansado que não consegue fazer nada, exceto ficar modorrando diante da televisão? Claro, todo mundo fica cansado às vezes, mas se sente revigorado depois de um descanso rápido ou uma boa noite de sono. A fadiga crônica pode e deve ser combatida. Aqui estão algumas sugestões simples porem eficazes.

 

Se com você os ataques de fadiga ocorrem com mais frequência e duram mais tempo que o normal, você não deve ignorá-los. "Os adultos mais idosos podem se sentir mais fatigados à medida que envelhecem, mas não há nenhuma razão para você perder a batalha contra os processos de fadiga crônica que pouco a pouco se instalam", diz a médica Suzanne Salamon, geriatra do Beth Beth Israel Deaconess Medical Center, instituição afiliada à Harvard University.

 

 

Aqui estão alguns sinais indicativos de que você deve levar a sério o seu cansaço:

Incapacidade para desenvolver atividades que você gosta.

Acordar esgotado, mesmo depois de uma boa noite de sono, não se sentindo motivado para começar o dia.

Súbitos ataques de exaustão que desaparecem e depois retornam.

Falta de ar.

Este tipo de fadiga pode afetar sua saúde de muitas maneiras:

Você pode ter menos energia para praticar exercícios físicos.

Você pode ter problemas para se concentrar, ficar alerta e lembrar coisas.

Você pode sentir raiva facilmente e tornar-se socialmente mais isolado.

Em qualquer um desses casos, vale a pena verificar com o seu médico. Fadiga também poder sinalizar uma condição médica. Você deve consultar o seu médico para ver se tem qualquer um dos seguintes problemas:

Anemia. Isso ocorre quando o sangue tem muito poucas células vermelhas do sangue ou essas células têm muito pouca hemoglobina, uma proteína que transporta o oxigênio através da corrente sanguínea. O resultado é uma queda nos níveis de energia.

Doença cardíaca. A doença cardíaca pode fazer com que o coração bombeie o sangue de forma menos eficiente e leve mais fluidos aos pulmões. Isso pode causar falta de ar e reduzir o suprimento de oxigênio para o coração e pulmões, provocando cansaço.

Problemas de sono. A apneia do sono é caracterizada por pausas na sua respiração, muitas vezes durando vários segundos, ou provocando uma respiração apenas superficial enquanto você dorme. É comum entre os adultos mais velhos e aqueles que estão com sobrepeso. Outro problema relacionado ao sono é uma bexiga hiperativa, que força a repetição das visitas noturnas ao banheiro. Qualquer um destes problemas pode perturbar o seu sono o suficiente para deixar você se sentir cansado durante o dia.

Medicação. Certos medicamentos podem fazer você se sentir cansado, como as drogas para pressão arterial, estatinas, antidepressivos, anti-histamínicos, anti-inflamatórios não esteróides e medicamentos para o resfriado. "As pessoas reagem aos medicamentos de forma diferente e muitas vezes acabam tomando mais remédios à medida que envelhecem", diz a doutora Salamon. Verifique com o seu médico, especialmente se você adicionou um novo medicamento ou recentemente aumentou a sua dosagem. "Às vezes certos medicamentos podem causar fadiga à noite, em vez de durante o dia", diz ela.

Depressão ou ansiedade de baixo grau. As questões de saúde mental muitas vezes drenam os níveis de energia. "Você pode sofrer de depressão ou ansiedade e nem mesmo sabê-lo.

Encefalomielite miálgica / síndrome da fadiga crônica (ME / CFS). Trata-se de um transtorno complexo que causa fadiga extrema inexplicável, que pode piorar após a atividade física ou mental e não melhorar com o repouso. Sua causa é desconhecida, mas pode estar ligada a uma ou mais questões subjacentes.

Algumas maneiras simples de aumentar os níveis de energia para combater a fadiga:

Beba uma xícara de café ou chá. Um pouco de cafeína para começar o dia pode proporcionar um levantamento mental e físico, especialmente se você tiver problemas com a fadiga da manhã.

Saia para uma caminhada de 30 minutos. Se você não pode sair, caminhe no interior de sua casa em etapas de 10 a 15 minutos, duas a três vezes por dia.

Tire um cochilo. Uma sesta depois do almoço pode ajudar a superar o cansaço mais tarde naquele dia. Mantenha cochilos com duração de 20 a 30 minutos. Estudos sugerirem que cochilar por 40 minutos ou mais pode ocasionar o efeito oposto e deixá-lo se sentindo grogue em vez de descansado. Além disso, não cochile no final da tarde ou no início da noite, quando isso pode interferir no seu horário normal de sono.