Academias, salões de beleza e escola têm reabertura suspensa no DF

Com decisão judicial, Ibaneis Rocha (MDB) suspende decreto que autoriza os setores a retomarem as atividades. Governador recorre da decisão

Fernando Frazão - Agência Brasil
Fernando Frazão - Agência Brasil (Foto: Fernando Frazão - Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  O governador Ibaneis Rocha (MDB) suspendeu o decreto que autorizava a volta de atividades não-essenciais no Distrito Federal. A decisão, publicada em edição extra do Diário Oficial do DF nesta quarta-feira (8/7), foi desencadeada por uma decisão do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT). A informação e do Portal Correio Braziliense. 

A publicação suspende o decreto no 40.939, de 02 de julho de 2020. Ou seja, voltam a vigorar as medidas da decisão de 22 de maio, que proíbe o funcionamento de atividades como bares, restaurantes, academias, salões de beleza e escolas. 

Shoppings e centros comerciais podem funcionar, mas apenas das 13h às 21h e sem as praças de alimentação. Farmácias, supermercados, padarias e petshops devem seguir a mesma regra. Confira lista completa das atividades que podem funcionar em horário especial e com as medidas de segurança e higienização necessárias:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email