(Vídeo) Acuado, Bolsonaro agora afirma que Brasil era 'corpo com câncer em tudo quanto é lugar'

"Eu peguei um corpo com câncer em tudo quanto é lugar. Um médico não pode, de uma hora pra outra, resolver esse problema todo", disse Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (8) a apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, em Brasília

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro (sem partido) continuou na tentativa de explicar o fracasso da sua gestão e da sua popularidade e afirmou nesta segunda-feira (8) que Brasil era "corpo com câncer" quando assumiu o Palácio do Planalto em janeiro de 2019. 

"Vocês entenderam como eu peguei esse país. Vocês têm razão o que pleiteiam e o que falam. Agora, eu peguei um corpo com câncer em tudo quanto é lugar. Um médico não pode, de uma hora pra outra, resolver esse problema todo", disse a apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, em Brasília. 

De acordo com Bolsonaro, "se o Brasil continuasse nas mãos de quem estava, já teria acabado".

"O grande problema, no momento, é esse que vocês estão vendo aí. Viram um pouco na rua ontem. Estão começando a colocar a manga de fora. É muito interesse que tem de dentro do Brasil e de fora. Pode ter certeza que não vou desistir", disse. 

Bolsonaro desconversou sobre os protestos contra ele neste final de semana. "Sem comentários", afirmou. "Agora, 30 anos de doutrinação em cima do Brasil. Cada vez mais formando militantes. E tem gente que faz isso, não é nem por maldade, tá na cabeça deles".

Em seu Twitter ele também havia criticado a imagem de um boneco dele de cabeça para baixo, usado como símbolo de sua queda nas manifestações deste domingo (7).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247