Acuado, Bolsonaro decide escalar novamente um médico para comandar o Ministério da Saúde

Jair Bolsonaro procura um médico para assumir o Ministério da Saúde, lotado de militares sem experiência na área e ainda sem rumo na política de controle da transmissão do coronavírus

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Auxiliares diretos de Jair Bolsonaro afirmaram que ele tomou a decisão de devolver o Ministério da Saúde a um especialista da área. Ele procura um médico para assumir a pasta. A informação foi publicada pela coluna Radar, de Veja. 

A gestão na pasta vem sendo muito criticada neste ano, com vários militares sem experiência na saúde e que estão lotados no ministério, comandado interinamente pelo general Eduardo Pazuello. 

Bolsonaro quer aumentar o espaço do 'centrão' no governo e avalia dar ao centrão a liderança do governo na Câmara e o comando do Ministério da Saúde. 

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de confirmações (2,2 milhões) e mortes (82 mil) provocadas pela doença, perdendo apenas para os Estados Unidos (4,1 milhões de casos e 146 mil). 

De acordo com o centro de acompanhamento de epidemias do Imperial College, o Brasil ainda não tem controle da transmissão de coronavírus. Pela 13ª semana seguida, a taxa de contágio (Rt) brasileira está acima de 1.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247