Alexandre de Moraes determina que Janot mantenha distância de até 200 metros de ministros do STF

Na decisão em que autorizou a PF a fazer uma operação de busca e apreensão em endereços ligados a Rodrigo Janot, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, determina que o ex-PGR está proibido de se aproximar "a menos de 200 metros de qualquer um dos Ministros"bem como de ingressar em qualquer um dos prédios da Corte

Alexandre de Moraes autorização ação da PF na casa de Rodrigo Janot
Alexandre de Moraes autorização ação da PF na casa de Rodrigo Janot (Foto: STF / Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Na decisão em que autorizou a Polícia Federal a fazer uma operação de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou ainda que ele mantenha distância dos magistrados da Corte.

Moraes determina, no despacho, que Janot está proibido de se aproximar "a menos de 200 metros de qualquer um dos Ministros" do STF, bem como de ingressar em qualquer um dos prédios da Corte. Leia a íntegra da decisão no portal Jota.

A ação da PF foi autorizada depois da revelação feita por Janot de que tinha um plano para matar o ministro do STF Gilmar Mendes e chegou a ir armado no prédio do tribunal, onde daria um "tiro na cara" do ministro e depois se suicidaria. A confissão foi feita em entrevistas concedidas pelo ex-PGR a diversos veículos da imprensa na véspera da publicação de um livro de memórias.

Ouça aqui o áudio em que Janot conta o que aconteceu quando se deparou com o ministro na antessala da Corte e por que não conseguiu apertar o gatilho.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email