Aliado do governo, PP pode se aliar a Ciro, que chama Temer de quadrilheiro

Aliados de Michel Temer enviaram um recado ao PP, partido que tem três grandes ministérios - Cidades, Saúde e Agricultura - e a presidência da Caixa Econômica Federal; a mensagem é que se o PP decidir apoiar Ciro Gomes em sua candidatura à presidência, a aliança com o governo estará ameaçada

Pré-candidato presidencial Ciro Gomes (PDT) em entrevista à Reuters no Rio de Janeiro 15/03/2018 REUTERS/Sergio Moraes
Pré-candidato presidencial Ciro Gomes (PDT) em entrevista à Reuters no Rio de Janeiro 15/03/2018 REUTERS/Sergio Moraes (Foto: Gustavo Conde)

247 - Aliados de Michel Temer enviaram um recado ao PP, partido que tem três grandes ministérios - Cidades, Saúde e Agricultura - e a presidência da Caixa Econômica Federal. A mensagem é que se o PP decidir apoiar Ciro Gomes em sua candidatura à presidência, a aliança com o governo estará ameaçada.

"Diante do flerte do PP com Ciro Gomes (PDT) aliados de Michel Temer decidiram enviar um recado à sigla, que tem o comando de três grandes ministérios —Cidades, Saúde e Agricultura— e o da Caixa. O candidato do PDT refere-se ao presidente como quadrilheiro e já previu a prisão dele. Trata o MDB como “partido de ladrão”. Se o PP quiser embarcar na de Ciro, avisam integrantes do Planalto, deve fazê-lo sabendo que haverá problema e que poderá deixar de ser sócio do governo.

Sob o comando do senador Ciro Nogueira (PI), o PP se uniu ao DEM com a estratégia de acumular cacife para negociar com presidenciáveis. Hoje, o piauiense e o presidente do Democratas, ACM Neto, são os principais incentivadores da manutenção da pré-candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ)."

Leia mais aqui.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247