Apoiadores de Bolsonaro jogam pedras na PM em frente ao STF

Manifestação convocada por grupos de extrema-direita, como o Muda Senado, apoiadores de Jair Bolsonaro e do ministro da Justiça, Sérgio Moro, pediam a abertura da CPI da Lava Toga. Confusão começou quando os manifestantes tentaram invadir o prédio do STF e jogaram pedras contra os policiais que faziam a segurança do local. Policiais reagiram com balas de borracha e bombas de efeito moral para dispersar a multidão

(Foto: imagens de vídeo retirado da internet)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A manifestação a favor da instauração da CPI da Lava Toga. na Praça dos Três Poderes, em Brasília, convocada pelo grupo Muda Senado, acabou desbancando para a violência quando um grupo de manifestantes tentou invadir o prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) e atirar pedras contra os policiais que estavam de prontidão em frente à Corte. Os policiais reagiram com balas de borracha e bombas de efeito moral. 

O ato, organizado por grupos de direita e apoiadores do ministro da Justiça, Sérgio Moro, aconteceu no dia seguinte ao Senado derrubar os vetos de Jair Bolsonaro na Lei de Abuso de Autoridade. Os manifestantes inflaram bonecos representando os ministros do STF Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski com adesivos do PT em frente ao Congresso Nacional. Os manifestantes também pediram o impeachment dos magistrados. 

Veja o vídeo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email