Após choro de Sara Giromini, Heleno diz que conversou com a extremista em maio: "diálogo amistoso e produtivo"

Extremista apoiadora de Bolsonaro escreveu em desabafo nas redes que levou “bronca” em reunião com general, e militar dá resposta

Ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, em Brasília 04/03/2020
Ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, em Brasília 04/03/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, foi às redes sociais nesta segunda-feira (5) para responder a uma parte do desabafo da militante de extrema direita Sara Giromini, feito pelo Facebook no último domingo (4).

No texto, entre outras reclamações e palavrões, a militante, que se autonomeia Sara Winter, relata que, enquanto mantinha o acampamento “Os 300 do Brasil”, teve uma reunião com Heleno na qual ele teria dito para ela se moderar. Mas, como é característico de militantes bolsonaristas mais exacerbados, não foi esse o termo que ela usou.  

O general usou seu Twitter para responder a esse trecho do longo desabafo de Sara. O encontro, segundo ele, teria ocorrido em maio e, além da militante, também incluiu outros integrantes do grupo “300 do Brasil”. Na versão de Heleno, durante a reunião foi travado “um diálogo amistoso, educado e produtivo”.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247