Após eleição presencial, Câmara já tem 24 funcionários com Covid-19

O ex-presidente Rodrigo Maia (DEM) tentou liberar parte dos parlamentares para votar de casa, mas foi derrotado na Mesa Diretora, comandada por uma maioria de aliados do novo presidente, Arthur Lira (PP)

Plenário da Câmara dos Deputados 03/02/2020
Plenário da Câmara dos Deputados 03/02/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Já são 24 funcionários da Câmara dos Deputados que contraíram Covid-19 após as eleições presenciais para a presidência da Casa, que ocorreram em 1º de fevereiro.

O ex-presidente Rodrigo Maia (DEM) tentou liberar parte dos parlamentares para votar de casa, mas foi derrotado na Mesa Diretora, comandada por uma maioria de aliados do novo presidente, Arthur Lira (PP).

“Se você cruzar o número de deputados que estão no grupo de risco, não é tão grande. A maior parte já teve o vírus. Mas temos que mobilizar mais de 2 mil funcionários da administração direta e indireta, e a imprensa. Então, tem uma circulação mínima de 3 mil pessoas no dia da votação. Eu entendia que, pelo menos no cruzamento daqueles que estão no grupo de risco, que pudessem ter o direito de votar de forma remota, isso reduziria a presença de parlamentares e, automaticamente, de servidores”, disse Maia nos últimos dias de janeiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email