Aras: Bolsonaro tem direito de bloquear críticos nas redes sociais

O procurador-geral da República, Augusto Aras disse que as manifestações do presidente nas redes não são atos oficiais

Augusto Aras e Jair Bolsonaro
Augusto Aras e Jair Bolsonaro (Foto: Leonardo Prado/MPF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um parecer contrário ao pedido de um advogado para ser desbloqueado por Jair Bolsonaro no Instagram.

O advogado foi excluído da lista de seguidores depois de criticar o presidente num comentário e apresentou um mandado de segurança para ser readmitido. Aras disse que as manifestações do presidente nas redes não são atos oficiais e, por isso, não haveria direito de acesso dos cidadãos às postagens.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email