Aras convida José Adonis para coordenar Lava Jato, suprocurador com fama de 'legalista'

A operação juidicial mais famosa do país iniciar seu naufrágio logo depois da nomeação de Augusto Aras para a Procuradoria Geral da República não é mera coincidência. Aras promete nomear José Adonis Callou de Araujo Sá para coordenar a moribunda operação na PGR. O indicado é conhecido como 'rigoroso' e 'legalista', tudo o que a Lava Jato não foi até aqui

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A operação juidicial mais famosa do país iniciar seu naufrágio logo depois da nomeação de Augusto Aras para a Procuradoria Geral da República não é mera coincidência. Aras promete nomear José Adonis Callou de Araujo Sá para coordenar a moribunda operação na PGR. O indicado é conhecido como 'rigoroso' e 'legalista', tudo o que a Lava Jato não foi até aqui. 

A reportagem do jornal O Globo destaca que "considerado pelos colegas como um procurador rigoroso na aplicação da lei penal, Adonis atuou nos recursos da Lava-Jato no STJ, principalmente nos habeas corpus. É respeitado internamente pelos colegas e elogiado por procuradores das forças-tarefas da Lava-Jato."

A matéria ainda acrescenta que "em uma manifestação de janeiro do ano passado, Adonis se posicionou contrário a um pedido da defesa do empresário Jacob Barata Filho para trancar uma ação penal da Lava-Jato do Rio. O empresário havia sido flagrado tentando viajar ao exterior com 10.050 euros e 2.500 dólares e invocou o princípio da "insignificância" para trancar a ação. O subprocurador apontou que os valores eram superiores ao limite de R$ 10 mil estabelecido na legislação e, por isso, deveriam ter sido declarados às autoridades. A manifestação de Adonis foi incisiva."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email