Arruda é absolvido em processo por fraude em licitação

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal manteve a absolvição do ex-governador José Roberto Arruda em uma denúncia de fraude à Lei de Licitações; o Ministério Público (MPDFT) acusou Arruda de beneficiar empresas vinculadas à família do ex-vice-governador Benedito Domingos em licitações de aluguel e enfeites de Natal; Arruda foi absolvido em 2015, mas o MP recorreu

BRASÍLIA, DF, BRASIL 06-05-2010  17h50: Ex-governador Jose Roberto Arruda saindo do Forum da Justiça Federal, após depor sobre o escandalo de violação do painel de votação do Senado Federal em 2001. Politica. Foto: Alan Marques / Folha imagem.
BRASÍLIA, DF, BRASIL 06-05-2010 17h50: Ex-governador Jose Roberto Arruda saindo do Forum da Justiça Federal, após depor sobre o escandalo de violação do painel de votação do Senado Federal em 2001. Politica. Foto: Alan Marques / Folha imagem. (Foto: Leonardo Lucena)

Brasília 247 - O Tribunal de Justiça do Distrito Federal manteve a absolvição do ex-governador José Roberto Arruda em uma denúncia de fraude à Lei de Licitações. O Ministério Público (MPDFT) acusou Arruda de beneficiar empresas vinculadas à família do ex-vice-governador Benedito Domingos em licitações de aluguel e enfeites de Natal. O caso teria ocorrido em 2008. Arruda foi absolvido em 2015, mas o MP recorreu. Domingos foi condenado pelo TJ a cinco anos e oito meses de prisão por este crime. Ele cumpre prisão domiciliar.

De acordo com a denúncia, quando era administrador de Taguatinga em 2008, o ex-vice-governador foi decisivo para que o governo do Distrito Federal contratasse decoração de Natal da empresa do filho dele.

Naquele ano, 22 administrações regionais tiveram decoração de Natal fornecida pela empresa. Em troca, Benedito Domingos daria apoio político ao então governador Arruda, de acordo com a acusação. O MP informou que o valor do favorecimento às empresas da família de Domingos é de R$ 14 milhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247