Ato faz desagravo a Teori e Mello e pede saída de Cunha

Um grupo de pessoas sem ligação com sindicatos nem movimentos sociais organizados fez um ato de desagravo aos ministros do Supremo Teori Zavascki e Marco Aurélio Mello, 'ministros que honram a Justiça', segundo uma das faixas; 'Em defesa da democracia', os manifestantes também pediram que a corte interfira para que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deixe a presidência da Câmara

Um grupo de pessoas sem ligação com sindicatos nem movimentos sociais organizados fez um ato de desagravo aos ministros do Supremo Teori Zavascki e Marco Aurélio Mello, 'ministros que honram a Justiça', segundo uma das faixas; 'Em defesa da democracia', os manifestantes também pediram que a corte interfira para que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deixe a presidência da Câmara
Um grupo de pessoas sem ligação com sindicatos nem movimentos sociais organizados fez um ato de desagravo aos ministros do Supremo Teori Zavascki e Marco Aurélio Mello, 'ministros que honram a Justiça', segundo uma das faixas; 'Em defesa da democracia', os manifestantes também pediram que a corte interfira para que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deixe a presidência da Câmara (Foto: Romulo Faro)

Brasília 247 - Um grupo de pessoas sem ligação com sindicatos nem movimentos sociais organizados fez um ato de desagravo aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e Marco Aurélio Mello, 'ministros que honram a Justiça', segundo uma das faixas. 

'Em defesa da democracia', os manifestantes também pediram que o Supremo interfira para que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deixe a presidência da Câmara.

O ato aconteceu na frente da suprema corte, por volta das 11h, e reuniu cerca de 200 pessoas.

O Brasil 247 quer a sua ajuda para tomar decisões importantes. Participe da pesquisa

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247