Avião de Temer fica sem combustível

A greve dos caminhoneiros que paralisa o País pelo quinto dia consecutivo atingiu também a logística do governo; o avião Airbus ACJ319, responsável por transportar Michel Temer não tem combustível suficiente para viagens de longa duração; "Se o presidente precisar se deslocar para um destino longo, terá muita dificuldade", disse uma fonte ligada à Presidência da República ao colunista Domingos Fraga

A greve dos caminhoneiros que paralisa o País pelo quinto dia consecutivo atingiu também a logística do governo; o avião Airbus ACJ319, responsável por transportar Michel Temer não tem combustível suficiente para viagens de longa duração; "Se o presidente precisar se deslocar para um destino longo, terá muita dificuldade", disse uma fonte ligada à Presidência da República ao colunista Domingos Fraga
A greve dos caminhoneiros que paralisa o País pelo quinto dia consecutivo atingiu também a logística do governo; o avião Airbus ACJ319, responsável por transportar Michel Temer não tem combustível suficiente para viagens de longa duração; "Se o presidente precisar se deslocar para um destino longo, terá muita dificuldade", disse uma fonte ligada à Presidência da República ao colunista Domingos Fraga (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A greve dos caminhoneiros que paralisa o País pelo quinto dia consecutivo atingiu também a logística do governo. O avião Airbus ACJ319, responsável por transportar Michel Temer não tem combustível suficiente para viagens de longa duração. 

"Se o presidente precisar se deslocar para um destino longo, terá muita dificuldade", disse uma fonte ligada à Presidência da República ao colunista Domingos Fraga

 A aeronave tem autonomia máxima de 9 horas e 45 minutos de voo, equivalente a uma viagem entre Zurique, na Suíça e Havana, em Cuba. O problema, no entanto, é que, segundo a mesma fonte, não haveria combustível suficiente estocado em Brasília para um percurso semelhante. Para percursos menores é possível que haja combustível, mas a FAB não informa quanto.

Não são apenas cidadãos comuns e passageiros da aviação comercial que enfrentam transtornos com a crise de abastecimento de combustíveis. A falta de querosene de aviação (QAV) no aeroporto internacional de Brasília afeta também a aeronave que atende ao presidente Michel Temer.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247