Bancada ruralista se afasta do governo

A chamada Frente Parlamentar da Agricultura, também conhecida como bancada ruralista, disse que vai endurecer a relação com o governo. Os motivos alegados são a diminuição de recursos previstos para a área no Orçamento do ano que vem e o descaso com que os projetos de seus parlamentares têm sido tratados pelo Planalto

Alceu Moreira inicia ofensiva legislativa do agronegócio
Alceu Moreira inicia ofensiva legislativa do agronegócio (Foto: Twitter/Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A chamada Frente Parlamentar da Agricultura, também conhecida como bancada ruralista, disse que vai endurecer a relação com o governo. Os motivos alegados são a diminuição de recursos previstos para a área no Orçamento do ano que vem e o descaso com que os projetos de seus parlamentares têm sido tratados pelo Planalto.

A reportagem do portal Uol destaca que "com 247 deputados e 40 senadores, a bancada ruralista foi um dos pilares da eleição de Bolsonaro. Ainda no primeiro turno da disputa, Tereza Cristina (DEM-MS), deputada e líder da frente parlamentar na época, entregou uma carta de apoio ao então candidato. Três meses depois, ela foi nomeada ministra da Agricultura, por indicação do grupo."

A matéria ainda acrescenta: "para Moreira, sucessor de Tereza no comanda da bancada, é inaceitável a redução de recursos para o Ministério da Agricultura no ano que vem após todo o respaldo dado pelo setor ao governo. Só na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) o corte é de quase metade do que foi destinado em 2019 - a proposta orçamentária do governo destina R$ 1,982 bilhão à estatal no próximo ano, redução de R$ 1,732 bilhão sobre o valor aprovado para este ano, de R$ 3,634 bilhões."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247