Bancários do BB hostilizam “Paulinho da Farsa Sindical”

Um dos maiores aliados de Eduardo Cunha, o deputado Paulinho da Força (SDD-SP) foi alvo de um protesto organizado por mais de 50 bancários do Banco do Brasil em um voo que seguia de São Paulo para Brasília; um deles começou a discursar que entre os passageiros estava "Paulinho da Farsa Sindical"; e emendou: "Golpistas, fascistas, não passarão"; o deputado Beto Mansur (PRB-SP), que ameaçou defender o colega, também foi hostilizado; os dois ainda foram seguidos pelo saguão do aeroporto aos gritos 

Um dos maiores aliados de Eduardo Cunha, o deputado Paulinho da Força (SDD-SP) foi alvo de um protesto organizado por mais de 50 bancários do Banco do Brasil em um voo que seguia de São Paulo para Brasília; um deles começou a discursar que entre os passageiros estava "Paulinho da Farsa Sindical"; e emendou: "Golpistas, fascistas, não passarão"; o deputado Beto Mansur (PRB-SP), que ameaçou defender o colega, também foi hostilizado; os dois ainda foram seguidos pelo saguão do aeroporto aos gritos 
Um dos maiores aliados de Eduardo Cunha, o deputado Paulinho da Força (SDD-SP) foi alvo de um protesto organizado por mais de 50 bancários do Banco do Brasil em um voo que seguia de São Paulo para Brasília; um deles começou a discursar que entre os passageiros estava "Paulinho da Farsa Sindical"; e emendou: "Golpistas, fascistas, não passarão"; o deputado Beto Mansur (PRB-SP), que ameaçou defender o colega, também foi hostilizado; os dois ainda foram seguidos pelo saguão do aeroporto aos gritos  (Foto: Roberta Namour)

247 - Um dos maiores aliados de Eduardo Cunha, o deputado Paulinho da Força (SDD-SP) foi alvo de um protesto organizado por mais de 50 bancários do Banco do Brasil em um voo que seguia de São Paulo para Brasília. 

Um deles começou a discursar que entre os passageiros estava "Paulinho da Farsa Sindical"; e emendou: "Golpistas, fascistas, não passarão". O deputado Beto Mansur (PRB-SP) que ameaçou defender o colega, também foi hostilizado. Em bate-boca com os bancários, ele disse: “derrubamos esse governo de Dilma Rousseff”.

Os dois ainda foram seguidos pelo saguão do aeroporto aos gritos de "golpista", "fascista" e "aliado de Cunha", "corrupto", "vergonha", "traidor".

Leia aqui reportagem de Leticia Casado sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247