'Bangu Nele!' diz Calero sobre novo pedido de Loures para sair da carceragem da PF

O ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, usou as redes sociais para ironizar e comentar o novo pedido de Rocha Loures, ex-assessor do presidente Michel Temer, para sair da carceragem da PF, em Brasília, sob o argumento de que não tem banheiros adequados, nem condições mínimas; o ministro do STF, Edson Fachin, deu prazo de 3 dias para a PF se manifestar; estratégia da defesa de Rocha Loures é conseguir que o STF conceda prisão domiciliar para o cliente; ele foi flagrado recebendo uma mala de dinheiro da JBS

O ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, usou as redes sociais para ironizar e comentar o novo pedido de Rocha Loures, ex-assessor do presidente Michel Temer, para sair da carceragem da PF, em Brasília, sob o argumento de que não tem banheiros adequados, nem condições mínimas; o ministro do STF, Edson Fachin, deu prazo de 3 dias para a PF se manifestar; estratégia da defesa de Rocha Loures é conseguir que o STF conceda prisão domiciliar para o cliente; ele foi flagrado recebendo uma mala de dinheiro da JBS
O ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, usou as redes sociais para ironizar e comentar o novo pedido de Rocha Loures, ex-assessor do presidente Michel Temer, para sair da carceragem da PF, em Brasília, sob o argumento de que não tem banheiros adequados, nem condições mínimas; o ministro do STF, Edson Fachin, deu prazo de 3 dias para a PF se manifestar; estratégia da defesa de Rocha Loures é conseguir que o STF conceda prisão domiciliar para o cliente; ele foi flagrado recebendo uma mala de dinheiro da JBS (Foto: Voney Malta)

Brasília 247 – O ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, usou as redes sociais para ironizar e comentar o novo pedido de Rocha Loures, ex-assessor do presidente Michel Temer, para sair sair da carceragem da PF, em Brasília, sob o argumento de que não tem banheiros adequados nem condições mínimas. Calero escreveu, "Bangu Nele".

Ainda esta semana, os advogados de Rocha Loures alegaram ao ministro do STF, Edson Fachin, que o cliente estava ameçado, o que levou Fachin a autorizar a transferência do presídio da Papuda, em Brasília, para a carceragem da PF.

Agora, diante do novo pedido dos advogados, Fachin deu prazo de 3 dias para PF se manifestar. Estratégia da defesa de Rocha Loures é conseguir que o STF conceda prisão domiciliar ao ex-assessor de Temer, que foi flagrado recebendo uma mala de dinheiro da JBS.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247