Bolsonaro engorda estatal da Marinha e gasto militar fica ainda maior

Em 2019, o governo colocou R$ 7,6 bilhões na estatal da Marinha, Emgepron, para construir corvetas (navios de guerra) e um barco para uso na Antártida

Jair Bolsonaro com formandos da Marinha
Jair Bolsonaro com formandos da Marinha (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo Jair Bolsonaro aumentou os gastos militares. Foram mais de R$ 10 bilhões o capital de três estatais: Emgepron, Infraero e Telebras. A Emgepron é uma estatal da Marinha que, basicamente, faz navios. Em 2019, o governo colocou R$ 7,6 bilhões na empresa para construir corvetas (navios de guerra) e um barco para uso na Antártida. Os dados foram publicados na coluna de Vinicius Torres Freire, no jornal Folha de S.Paulo.

No total, o gasto federal em investimento foi de R$ 57,3 bilhões no ano passado, 2,3% mais do que em 2018, já descontada a inflação. Desse total, o Ministério da Defesa ficou com 28,7% (R$ 16,5 bilhões, incluídas as “inversões financeiras” do aumento de capital da Emgepron), o que representa alta de 36% em relação a 2019. Na segunda posição ficou o Ministério do Desenvolvimento Regional (R$ 10,5 bilhões), seguido pela Infraestrutura (R$ 9,2 bilhões).

Ressalte-se que se trata aqui do gasto em investimento, que equivale a apenas 3,9% do gasto federal total, que foi de R$ 1,47 trilhão (não inclui a despesa com juros, que desde 2014 nem é parcialmente paga, apenas rolada).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247