Bolsonaro vai ao STF contra CPI da Covid para suspender quebra de sigilo telemático

Através da Advocacia-Geral da União (AGU), Jair Bolsonaro também pede que seja considerada ilegal a solicitação feita pela suspensão de suas contas em redes sociais

(Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino | Pedro França/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Jair Bolsonaro entrou com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) contra os atos da CPI da Covid, cujo relatório final foi aprovado na terça-feira, 26, e entregue ao procurador-geral da República, Augusto Aras, nesta quarta-feira, 27.

Segundo a CNN, o mandado de segurança, impetrado pela Advocacia-Geral da União (AGU) em nome de Bolsonaro, pede que o STF entenda como “ilegal” e “arbitrária” a quebra do sigilo dos dados telemáticos do chefe do Executivo.

Bolsonaro também pede que seja considerada ilegal a solicitação feita pela suspensão de suas contas em redes sociais.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email