Braço-direito de Bolsonaro, Oliveira perdeu o STF, mas ganhou o TCU

Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República desde junho de 2019, Jorge Oliveira irá para o TCU após ser preterido na escolha para uma vaga no STF

Jorge Oliveira, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República
Jorge Oliveira, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Preterido na escolha do futuro ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Jorge Oliveira irá para o Tribunal de Contas da União (TCU), com a vaga a ser aberta com a aposentadoria de José Mucio Monteiro, que já comunicou Jair Bolsonaro as articulações para a nomeação. O relato foi publicado na coluna de Lauro Jardim

Mucio esteve na sexta-feira (2) com Bolsonaro e avisou que se aposentará no dia 31 de dezembro, mas vai protocolar o pedido nesta semana.

O ministro Jorge de Oliveira deve ser ouvido pelo Senado em novembro, quando os parlamentares também devem sabatinar o desembargador Kassio Nunes, indicado por Bolsonaro para a vaga de Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247