Braço direito de Teori deixa a Lava Jato

Braço direito do ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo no último dia 19, nas investigações da Lava Jato no STF, o juiz auxiliar Márcio Schiefler Fontes pediu para se desligar do STF (Supremo Tribunal Federal); pedido foi aceito pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia; Márcio Schiefler Fontes pediu para deixar suas funções depois que os juízes auxiliares do gabinete de Teori concluíram, na última sexta-feira (27), as audiências em que ouviram os 77 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht que fizeram acordo de delação premiada; a última segunda (30), a ministra Cármen Lúcia homologou as delaçõe

Braço direito do ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo no último dia 19, nas investigações da Lava Jato no STF, o juiz auxiliar Márcio Schiefler Fontes pediu para se desligar do STF (Supremo Tribunal Federal); pedido foi aceito pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia; Márcio Schiefler Fontes pediu para deixar suas funções depois que os juízes auxiliares do gabinete de Teori concluíram, na última sexta-feira (27), as audiências em que ouviram os 77 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht que fizeram acordo de delação premiada; a última segunda (30), a ministra Cármen Lúcia homologou as delaçõe
Braço direito do ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo no último dia 19, nas investigações da Lava Jato no STF, o juiz auxiliar Márcio Schiefler Fontes pediu para se desligar do STF (Supremo Tribunal Federal); pedido foi aceito pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia; Márcio Schiefler Fontes pediu para deixar suas funções depois que os juízes auxiliares do gabinete de Teori concluíram, na última sexta-feira (27), as audiências em que ouviram os 77 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht que fizeram acordo de delação premiada; a última segunda (30), a ministra Cármen Lúcia homologou as delaçõe (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - Braço direito do ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo no último dia 19, nas investigações da Lava Jato no STF, o juiz auxiliar Márcio Schiefler Fontes pediu para se desligar do STF (Supremo Tribunal Federal). O pedido foi aceito pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia. Márcio Schiefler Fontes pediu para deixar suas funções depois que os juízes auxiliares do gabinete de Teori concluíram, na última sexta-feira (27), as audiências em que ouviram os 77 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht que fizeram acordo de delação premiada. Na última segunda (30), a ministra Cármen Lúcia homologou as delações.

As informações são de reportagem do G1.

"Fontes vai retornar para Santa Catarina. A saída do juiz auxiliar é uma baixa para a Lava Jato no STF. Ele é considerado o "arquivo" da operação no gabinete do ministro Teori Zavascki porque acompanhou todo o caso ao lado do ministro desde 2014."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email