Brunelli ainda não se apresentou à polícia

Ex-deputado conitnua foragido da polícia; defesa já prepara habeas corpus e informou que Júnior Brunelli se entregará nas próximas 36 horas; a polícia avalia a possibilidade de decretar prisão preventiva; ex-parlamentar é suspeito de desviar pelo menos R$1,7 milhão de programas para idosos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – O ex-deputado distrital, Júnior Brunelli, ainda não se apresentou a Polícia Civil. Nacionalmente conhecido pela oração da propina (veja o vídeo) o político é suspeito de desviar R$1,7 milhão de recursos que deveriam ser utilizados em projetos de melhoria da qualidade de vida de idosos (entenda o caso).

A defesa de Brunelli informou que o ex-parlamentar deve se apresentar a polícia nas próximas 36 horas. Os advogados já preparam um pedido de habeas corpus para que ele não fique preso na carceragem da Polícia Civil.

A polícia estuda pedir prisão preventiva a Júnior Brunelli caso ele siga foragido. Até o momento a operação Hofini, deflagrada na última sexta-feira (25), teve quatro mandados de prisão e duas pessoas presas além de documentos encontrados no apartamento do ex-parlamentar.

Com informações do DFTV e Correio Braziliense.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247