Câmara Legislativa do DF beneficia gestantes

Os deputados distritais aprovaram um projeto que reserva vagas nos estacionamentos do DF para gestantes e mães com filhos de até três anos; as vagas deverão ser reservadas nos estacionamentos de vias públicas, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos

Os deputados distritais aprovaram um projeto que reserva vagas nos estacionamentos do DF para gestantes e mães com filhos de até três anos; as vagas deverão ser reservadas nos estacionamentos de vias públicas, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos
Os deputados distritais aprovaram um projeto que reserva vagas nos estacionamentos do DF para gestantes e mães com filhos de até três anos; as vagas deverão ser reservadas nos estacionamentos de vias públicas, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Câmara Legislativa do DF - Os deputados distritais aprovaram, na tarde desta terça-feira (20), o PL nº 1.102/2012, do deputado Wellington Luiz (PMDB), que reserva vagas nos estacionamentos do DF para gestantes e mães com filhos de até três anos. Segundo o projeto, aprovado em segundo turno, as vagas deverão ser reservadas nos estacionamentos de vias públicas, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos.

A Câmara Legislativa também aprovou dois projetos de lei de autoria do Poder Executivo que abrem créditos especiais na Lei Orçamentária Anual. O PL nº 1.572/2013 libera cerca de R$ 78 milhões para diversas ações e programas do GDF, e o PL nº 1.552/2013 destina R$ 100 mil para capacitação de servidores da Secretaria de Trabalho. Ambos foram aprovados em segundo turno.

Outros projetos aprovados hoje foram o PL nº 1.174/2012, da deputada Liliane Roriz (PSD), que obriga a instalação de câmeras de monitoramento nas creches privadas do DF, o PL nº 601/2011, do deputado Olair Francisco (PTdoB), que obriga a instalação de umidificadores de ar nos estabelecimentos de ensino do DF e o PL nº 1.196/2012, da deputada Celina Leão (PSD), que estabelece regras para a doação de sangue do cordão umbilical para a criação de um banco público de células-tronco, com o objetivo de tratar doenças como leucemia e linfoma. Todos os projetos aprovados seguem para sanção ou veto do governador.

Éder Wen - Coordenadoria de Comunicação Social

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email