Caso naja: polícia indicia 11 pessoas por crimes ambientais em conclusão do inquérito

Os indiciados são suspeitos de integrar um suposto esquema de tráfico de animais silvestres e exóticos

Cobra naja
Cobra naja (Foto: Divulgação/Instituto Butantan)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou nesta quinta-feira (13) 11 pessoas que estavam envolvidas em um suposto esquema de tráfico de animais silvestres e exóticos. A Polícia concluiu o inquérito indiciando os suspeitos por crimes ambientais, maus-tratos e por tentativas de atrapalhar as investigações.

Um dos indiciados foi o estudante Pedro Henrique Krambeck Lehmkuhl, de 22 anos, que foi picado por uma cobra naja no dia 7 de julho.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247