CDHM solicita à juíza Carolina Lebbos acesso às dependências da PF

A diligência foi aprovada a partir de requerimentos apresentados pelos deputados Marcon (PT-RS) e Paulão (PT-AL); o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Luiz Couto (PT-PB), já oficiou a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, para que conceda acesso de comitiva parlamentar às dependências da PF em Curitiba; objetivo de averiguar os riscos à integridade física, psíquica e moral de Lula

A diligência foi aprovada a partir de requerimentos apresentados pelos deputados Marcon (PT-RS) e Paulão (PT-AL); o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Luiz Couto (PT-PB), já oficiou a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, para que conceda acesso de comitiva parlamentar às dependências da PF em Curitiba; objetivo de averiguar os riscos à integridade física, psíquica e moral de Lula
A diligência foi aprovada a partir de requerimentos apresentados pelos deputados Marcon (PT-RS) e Paulão (PT-AL); o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Luiz Couto (PT-PB), já oficiou a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, para que conceda acesso de comitiva parlamentar às dependências da PF em Curitiba; objetivo de averiguar os riscos à integridade física, psíquica e moral de Lula (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), deputado Luiz Couto (PT-PB), oficiou a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, para que conceda acesso de comitiva do colegiado parlamentar às dependências da Superintendência Regional da Polícia Federal, localizada na capital paranaense, com o objetivo de averiguar os riscos à integridade física, psíquica e moral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A data prevista para a diligência é o dia 8 de maio, terça-feira, às 14 horas.

A diligência foi aprovada a partir de dois requerimentos votados pelos parlamentares integrantes da CDHM em 18 de abril, de autoria dos deputados Marcon (PT-RS), vice-presidente da CDHM, e Paulão (PT-AL).

A visita pretende verificar as condições de segurança da carceragem da Superintendência da PF, do tratamento a que o ex-presidente Lula está sendo submetido, observando in loco se os direitos previstos na Lei de Execuções Penais estão sendo atendidos.

"A realização de diligências e expedientes para averiguação das condições do sistema carcerário a partir de denúncias recebidas por esta Comissão ocorre há muitos anos e faz parte das atribuições deste colegiado. No caso do ex-presidente Lula, temos observado com preocupação que direitos assegurados na Lei de Execuções Penais, como a visita de familiares e amigos e à assistência médica não estão sendo respeitados", afirmou o deputado Luiz Couto.

Além do presidente Luiz Couto e dos autores dos requerimentos, Marcon e Paulão, farão parte da comitiva os deputados e deputadas Janete Capiberibe (PSB-AP), João Daniel (PT-SE), Luizianne Lins (PT-CE), Margarida Salomão (PT-MG), Maria do Rosário (PT-RS), Nilto Tatto (PT-SP), Padre João (PT-MG), Patrus Ananias (PT-MG) e Zé Geraldo (PT-PA).

Brasília 247 - O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), deputado Luiz Couto (PT-PB), oficiou a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, para que conceda acesso de comitiva do colegiado parlamentar às dependências da Superintendência Regional da Polícia Federal, localizada na capital paranaense, com o objetivo de averiguar os riscos à integridade física, psíquica e moral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A data prevista para a diligência é o dia 8 de maio, terça-feira, às 14 horas.

 

A diligência foi aprovada a partir de dois requerimentos votados pelos parlamentares integrantes da CDHM em 18 de abril, de autoria dos deputados Marcon (PT-RS), vice-presidente da CDHM, e Paulão (PT-AL).

 

A visita pretende verificar as condições de segurança da carceragem da Superintendência da PF, do tratamento a que o ex-presidente Lula está sendo submetido, observando in loco se os direitos previstos na Lei de Execuções Penais estão sendo atendidos.

 

“A realização de diligências e expedientes para averiguação das condições do sistema carcerário a partir de denúncias recebidas por esta Comissão ocorre há muitos anos e faz parte das atribuições deste colegiado. No caso do ex-presidente Lula, temos observado com preocupação que direitos assegurados na Lei de Execuções Penais, como a visita de familiares e amigos e à assistência médica não estão sendo respeitados”, afirmou o deputado Luiz Couto.

 

Além do presidente Luiz Couto e dos autores dos requerimentos, Marcon e Paulão, farão parte da comitiva os deputados e deputadas Janete Capiberibe (PSB-AP), João Daniel (PT-SE), Luizianne Lins (PT-CE), Margarida Salomão (PT-MG), Maria do Rosário (PT-RS), Nilto Tatto (PT-SP), Padre João (PT-MG), Patrus Ananias (PT-MG) e Zé Geraldo (PT-PA).

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247