Centrão frita Imbassahy e quer lugar de Araújo

Os deputados do Centrão decidiram não mais negociar com o ministro Antonio Imbassahy e desejam o lugar de Bruno Araújo, das Cidades; os dois ministros são do PSDB e foram mantidos nos cargos por Michel Temer, mesmo com o PSDB tendo rachado na votação da primeira denúncia apresentada por Rodrigo Janot; ou seja: a segunda denúncia será recebida por um Congresso mais insatisfeito

imbassahy
bruno araujo
imbassahy bruno araujo (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Os deputados do Centrão decidiram não mais negociar com o ministro Antonio Imbassahy e desejam o lugar de Bruno Araújo, das Cidades.

Os dois ministros são do PSDB e foram mantidos nos cargos por Michel Temer, mesmo com o PSDB tendo rachado na votação da primeira denúncia apresentada por Rodrigo Janot.

Ou seja: a segunda denúncia será recebida por um Congresso mais insatisfeito.

"O PMDB elegeu um alvo para suas críticas à condução da articulação política no Planalto: o ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), do PSDB. A atuação dele foi alvo de pesada censura durante almoço que contou com cerca de 15 peemedebistas, na quarta (23). Deputados da sigla dirão ao governo, na próxima semana, que não aceitarão mais dialogar com o tucano. A ofensiva fortalece grupo de dirigentes do centrão que cobra há semanas uma substituição na pasta. Os peemedebistas reclamam que os ministérios destinados ao partido não têm capilaridade e estão com recursos contingenciados. Assim como o centrão, a sigla sonha com o comando do Ministério das Cidades, hoje sob a batuta do tucano Bruno Araújo", informa a coluna Painel.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247