Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina será entregue em setembro

Quase pronto, o Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina estará disponível para uso da população no início de setembro; a expectativa é que o local receba, já em outubro, 2.375 alunos distribuídos em 18 modalidades; enquanto não começarem as aulas — é preciso um período para inscrições, sorteio das vagas e matrículas —, o espaço será aberto ao público em geral

Quase pronto, o Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina estará disponível para uso da população no início de setembro; a expectativa é que o local receba, já em outubro, 2.375 alunos distribuídos em 18 modalidades; enquanto não começarem as aulas — é preciso um período para inscrições, sorteio das vagas e matrículas —, o espaço será aberto ao público em geral
Quase pronto, o Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina estará disponível para uso da população no início de setembro; a expectativa é que o local receba, já em outubro, 2.375 alunos distribuídos em 18 modalidades; enquanto não começarem as aulas — é preciso um período para inscrições, sorteio das vagas e matrículas —, o espaço será aberto ao público em geral (Foto: Leonardo Lucena)

AMANDA MARTIMON, DA AGÊNCIA BRASÍLIA - Quase pronto, o Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina estará disponível para uso da população no início de setembro. A expectativa é que o local receba, já em outubro, 2.375 alunos distribuídos em 18 modalidades.

Enquanto não começarem as aulas — é preciso um período para inscrições, sorteio das vagas e matrículas —, o espaço será aberto ao público em geral.

A secretária do Esporte, Lazer e Turismo, Leila Barros, explicou que a comunidade poderá utilizar o centro no período em que não tiver grade de aulas, como já ocorre em outras iniciativas.

“Temos o programa Você no Centro, em que abrimos os espaços para os grupos de futebol, para quem corre usar a pista, por exemplo”, citou a secretária.

Para isso, a pasta deslocará funcionários até o espaço esportivo a fim de monitorar as atividades enquanto finaliza o processo de chamamento público que selecionará a entidade responsável pela gestão pedagógica.

O Centro Olímpico de Planaltina — que recebe os últimos ajustes, como pintura e paisagismo — aguarda apenas a instalação e testes dos equipamentos de aquecimento das piscinas para ser inaugurado.

A Secretaria do Esporte estudava abri-lo no dia do aniversário da região administrativa, em 19 de agosto. Houve, no entanto, atraso na entrega dos aquecedores, vindos de fora do Distrito Federal.

“A obra está 97% executada. A parte elétrica já foi testada, e os equipamentos da piscina estão no local”, pontua o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Júlio Menegotto.

Ele destaca ainda que, para atender a região — nas proximidades há um restaurante comunitário e uma escola —, é feita obra de rede de drenagem pluvial.

A unidade de Planaltina será o 12º centro olímpico do DF. Com a experiência adquirida nos demais, os gestores afirmam que foi possível aperfeiçoá-lo. “Tudo o que identificamos nos demais fomos adaptando, melhorando”, conta Menegotto.

O aquecimento de piscina, por exemplo, é um dos pontos identificados, segundo a secretária do Esporte. “A piscina é a que tem maior demanda nos centros. A de Planaltina será entregue com um aquecimento eficiente. É um espaço completo”, avalia.

O terreno do Centro Olímpico de Planaltina, no Setor Recreativo e Cultural Módulo Esportivo de Planaltina, tem 35,7 mil metros quadrados.

Entre os equipamentos estão um ginásio poliesportivo coberto, quadra de tênis, pista de atletismo, campo de grama sintética e piscinas semiolímpica e infantil.

A intervenção, orçada em R$ 2.194.487,70, é uma complementação, visto que o contrato anterior foi cancelado por lentidão na execução do serviço — iniciado em 2009 e paralisado em 2012.

A retomada da obra foi reivindicada pela população na Roda de Conversa com o governador, em agosto de 2016. Em seguida, foi assinada a ordem de serviço para a complementação, com início da obra em setembro do ano passado.

Centros olímpicos e paralímpicos do Distrito Federal
Brazlândia Bairro Vila São José, Quadra 35, AE 22
Ceilândia – Sol Nascente QNP 21, P Norte, Parque da Vaquejada
Ceilândia – QNO 9 Conjunto 1, Lote 1, Setor O
Estrutural Área Especial 2, Setor Norte
Gama Área Especial, Setor Central, ao lado do Bezerrão
Recanto das Emas Entrequadra 400/600
Riacho Fundo I QS 16, Lote F
Samambaia QS 119, Área Especial, Samambaia Sul
Santa Maria Quadra Central 3, AE 4
São Sebastião Quadra 2, Bairro São Bartolomeu
Sobradinho Quadra 2, Setor Esportivo, Área Especial

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247