Cobras apreendidas no DF têm lesões nas escamas e passam por exames

As cobras exóticas ficarão por 20 dias em quarentena, para detectar possíveis doenças infecciosas, antes de serem inseridas no serpentário do zoológico

Cobra
Cobra (Foto: PMDF/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Anderson Costolli, Metrópoles - As 16 serpentes apreendidas nessa quinta-feira (9/7) pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental do DF passaram, na manhã desta sexta, por uma bateria de exames, coordenados por profissionais da Fundação Jardim Zoológico de Brasília. Foram identificadas lesões em escamas e algumas serpentes estavam magras e desidratadas.

Dez dos animais são considerados exóticos – de fora do Brasil, bem como a Naja apreendida após picar o estudante de veterinária, no Gama – e seis são nativos da fauna brasileira. “Nenhum deles é ameaçado de extinção. A orientação é que caso alguém tenha um animal desses em casa entregue-o às autoridades competentes. O Ibama não pune a entrega voluntária”, diz Carlos Eduardo Nóbrega, diretor de répteis do Zoo.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email