Comissão avalia impacto da ditadura na UnB

Depoimentos de gerações de perseguidos e compilação de documentos da época ajudarão a compor um compreender como o golpe militar abalou a universidade. O trabalho será levado à Comissão Nacional da Verdade

Depoimentos de gerações de perseguidos e compilação de documentos da época ajudarão a compor um compreender como o golpe militar abalou a universidade. O trabalho será levado à Comissão Nacional da Verdade
Depoimentos de gerações de perseguidos e compilação de documentos da época ajudarão a compor um compreender como o golpe militar abalou a universidade. O trabalho será levado à Comissão Nacional da Verdade (Foto: Leonardo Araújo)

Brasília 247 - A Comissão da Verdade da Universidade de Brasília está colhendo depoimentos de gerações de perseguidos pelo golpe militar, para tentar compreender os danos causados pela ditadura ao projeto universitário da época. Também estão em andamento estudos documentais, que até o momento revelam três estudantes desaparecidos, além de estudantes expulsos e professores demitidos. Segundo Cristiano Paixão, da comissão, “Brasília era uma espécie de laboratório para um novo modelo de universidade, que foi derrubado em 1964″. O trabalho será levado à Comissão Nacional da Verdade.

Assista à declaração de Cristiano Paixão, da Comissão da Verdade da UnB

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247