Confusão no Senado gera clima de bate-boca e acusações

Há pouco, na Comissão de Relações Exteriores do Senado, o agora consultor Romero Jucá foi até o Senado para acompanhar a sabatina do indicado para a embaixada do Brasil na Bósnia e uma grande bate-boca se iniciou entre ele e o senador Telmário Mota

(Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247-  Há pouco, na Comissão de Relações Exteriores do Senado, o agora consultor Romero Jucá foi até o Senado para acompanhar a sabatina do indicado para a embaixada do Brasil na Bósnia. A informação é da coluna Radar, da Veja. 

Como de costume, sentou à frente da tribuna, no lugar dos senadores. Telmário Mota, inimigo figadal do ex-senador, não perdoou.

“Tira esse vagabundo daqui. Ladrão! Ladrão do Brasil e de Roraima”, disparou Telmário.

Jucá devolveu os ataques acusando Telmário de bater em mulher e de também ter “pecados”. “Sua mulher foi presa. Você é que é ladrão”, disse.

Telmário rebateu: “Nela, não. Nela, eu não bato. Mas em cabra eu bato”.

Diante do barraco deliberado, a segurança do Senado foi acionada.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247