Crise política aprofunda: Maia cancela entrevistas e cenário em Brasília é incerto

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cancelou duas entrevistas por videoconferência a título de evitar o aprofundamento da crise política. Segundo interlocutores de Maia, essa foi uma medida de precaução.

Presidente da Câmara dos Deputados, dep. Rodrigo Maia, concede entrevista coletiva sobre a crise causada pelo coronavírus.
Presidente da Câmara dos Deputados, dep. Rodrigo Maia, concede entrevista coletiva sobre a crise causada pelo coronavírus. (Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cancelou nesta segunda-feira duas entrevistas por videoconferência. A razão do cancelamento é o nível de estresse que paira sobre Brasília, cenário em que qualquer palavra ‘mal encaixada’ deriva para aprofundamento das tensões.  

Segundo pessoas próximas a Maia, caso fosse perguntado sobre a presença de Jair Bolsonaro em ato antidemocrático no domingo, Maia teria que "responder à altura" sobre a postura do presidente.

A Reportagem do jornal O Globo destaca que “no domingo, Maia declarou, por meio de redes sociais, que o país precisa lidar com a Covid-19 e também com o "vírus do autoritarismo". Ele fez alusão à presença de Bolsonaro em protesto que pregava o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal.”

A matéria ainda acrescenta que “o presidente da Câmara e aliados entendem que os ataques de Bolsonaro são propositais e têm um único objetivo: criar "uma cortina de fumaça" para deixar em segundo plano as responsabilidades do Planalto diante das crises econômica e sanitária.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247