Cristovam: 'Não quero o carimbo de senador que liberou a maconha'

Relator encarregado de dar parecer sobre a proposta popular que pede a regulação da maconha para uso medicinal, recreativo e industrial, senador tem nas mãos o que considera um "abacaxi muito grande"; Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou nesta segunda-feira ainda não ter uma posição em relação ao assunto, mas teme entrar para a história como o senador que liberou a droga

Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) durante audiência pública que instrui a Sugestão (SUG) 8/14, de sua relatoria, que trata da regulamentação do uso da maconha
Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) durante audiência pública que instrui a Sugestão (SUG) 8/14, de sua relatoria, que trata da regulamentação do uso da maconha (Foto: Gisele Federicce)

Agência Senado - O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) tem nas mãos o que considera um "abacaxi muito grande". Ele é o relator encarregado de dar parecer sobre a proposta popular que pede a regulação da maconha para uso medicinal, recreativo e industrial.

Cristovam afirmou nesta segunda-feira 2 ainda não ter uma posição em relação ao assunto, mas teme entrar para a história como o senador que liberou a droga. Veja trechos da entrevista concedida à repórter Milena Galdino, da Agência Senado. 



O parlamentar considerou positivo o debate promovido hoje pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa. Para ele, a polêmica é maior em relação ao uso recreativo, não o medicinal, da droga.

Cristovam afirmou que a próxima audiência sobre o tema será com representantes da classe científica. Na reunião desta segunda, a maioria dos participantes se disse contra a descriminalização da droga.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247