Cunha dispara contra ex-aliados: “covardes e hipócritas”

Em entrevista à Radio Correio, de João Pessoa, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) bateu duro em alguns de seus aliados, como Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), ex-ministro das Cidades; “O eleitor não gosta de deputado covarde. O povo da Paraíba precisa conhecer o deputado Aguinaldo Ribeiro”, disse Cunha, afirmando que Ribeiro esteve na sua casa fazendo contas, antes de decidir seu voto; Cunha voltou a bater em Moreira Franco, dizendo que, com ele, o governo Temer fica sob suspeição

Em entrevista à Radio Correio, de João Pessoa, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) bateu duro em alguns de seus aliados, como Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), ex-ministro das Cidades; “O eleitor não gosta de deputado covarde. O povo da Paraíba precisa conhecer o deputado Aguinaldo Ribeiro”, disse Cunha, afirmando que Ribeiro esteve na sua casa fazendo contas, antes de decidir seu voto; Cunha voltou a bater em Moreira Franco, dizendo que, com ele, o governo Temer fica sob suspeição
Em entrevista à Radio Correio, de João Pessoa, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) bateu duro em alguns de seus aliados, como Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), ex-ministro das Cidades; “O eleitor não gosta de deputado covarde. O povo da Paraíba precisa conhecer o deputado Aguinaldo Ribeiro”, disse Cunha, afirmando que Ribeiro esteve na sua casa fazendo contas, antes de decidir seu voto; Cunha voltou a bater em Moreira Franco, dizendo que, com ele, o governo Temer fica sob suspeição (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Em entrevista à Radio Correio, de João Pessoa, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), bateu duro em alguns de seus aliados, como Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), ex-ministro das Cidades.

“O eleitor não gosta de deputado covarde. O povo da Paraíba precisa conhecer o deputado Aguinaldo Ribeiro”, disse Cunha, afirmando que Ribeiro esteve na sua casa fazendo contas, antes de decidir seu voto.

Cunha voltou a bater em Moreira Franco, responsável pelo programa de privatizações do governo federal, dizendo que, com ele, o governo Temer fica sob suspeição.

Segundo Cunha, “o ambiente político ainda está bastante quente” e “só a próxima eleição presidencial vai amenizar o momento negativo da política”.

Ele falou também sobre seu livro, que terá o título Impeachment. “O livro vai ser um best seller”, previu.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247