Cunha é levado a Brasília para prestar depoimento

O ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, irá depor em Brasília sobre desvios no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS); os depoimentos estão marcados para os dias 20 e 22 de setembro, na Justiça Federal do Distrito Federal; preso desde outubro de 2016 em Pinhais (região metropolitana de Curitiba), Cunha foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão na Lava Jato por desvios na Petrobras

Ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha é escoltado por policiais federais em Curitiba 20/10/2016 REUTERS/Rodolfo Buhrer
Ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha é escoltado por policiais federais em Curitiba 20/10/2016 REUTERS/Rodolfo Buhrer (Foto: Charles Nisz)

Brasília 247 - O avião da Polícia Federal (PF) decolou com o deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, por volta das 15h20 desta sexta-feira (15). Cunha prestará depoimento em Brasília sobre desvios no FGTS. 

Cunha Cunha está detido no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba desde outubro de 2016. O peemedebista responde a um processo no Distrito Federal, referente à Operação Sépsis. Desdobramento da Lava Jato, a operação apura desvios no Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS). Os depoimentos estão marcados para os dias 20 e 22 de setembro, na Justiça Federal do Distrito Federal.

O ex-deputado foi condenado na Operação Lava Jato a 15 anos e quatro meses de prisão. Na denúncia oferecida à Justiça Federal, o Ministério Público Federal (MPF) acusou Cunha de receber propina em contrato da Petrobras para a exploração de petróleo no Benin, na África. A sentença foi proferida em março deste ano.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247