Cunha passará Natal e Réveillon com a família

O Supremo Tribunal Federal deferiu pedido da defesa do ex-deputado João Paulo Cunha e o petista passará Natal e Réveillon com sua família em São Paulo; ele ficará em casa por sete dias e o endereço tem de ser informado à Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, que também estabelecerá as condições para o deslocamento; data da viagem ainda será definida

PR - JO�O PAULO CUNHA/LAN�A REVISTA/JULGAMENTO MENSAL�O/CURITIBA - POL�TICA - O deputado federal Jo�o Paulo Cunha lan�a sua revista � A verdade, nada mais que a verdade, sobre a AP 470?  �, em Curitiba (PR), nesta quinta-feira (30). O evento foi um ato do
PR - JO�O PAULO CUNHA/LAN�A REVISTA/JULGAMENTO MENSAL�O/CURITIBA - POL�TICA - O deputado federal Jo�o Paulo Cunha lan�a sua revista � A verdade, nada mais que a verdade, sobre a AP 470? �, em Curitiba (PR), nesta quinta-feira (30). O evento foi um ato do (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso deferiu pedido da defesa do ex-deputado João Paulo Cunha e o petista passará Natal e Réveillon com sua família em São Paulo. Ele cumpre pena de seis anos e quatro meses em Brasília por condenação na Ação Penal 470, o chamado mensalão. O STF liberou Cunha para ficar em casa por sete dias. O endereço onde ele ficará tem de ser informado à Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, que também estabelecerá as condições para o deslocamento.

Segundo o advogado Frederico Donati Barbosa, que representa o ex-deputado, o pedido inicial era para que o ele ficasse nove dias em São Paulo, mas Barroso optou por conceder apenas sete. A data exata da viagem ainda será definida, conforme matéria do jornal O Estado de São Paulo.

João Paulo Cunha está preso desde fevereiro, hoje está no regime semiaberto e também tenta ganhar permissão para cumprir o restante da pena em casa. O Supremo, no entanto, negou a progressão de regime até que fique comprovado o ressarcimento de R$ 536.440,55, valor que corresponde aos recursos que teriam sido desviados por ele no esquema do mensalão.

Cunha já pagou uma multa de R$ 373,5 mil por sua condenação no processo. O montante foi recolhido a partir de uma 'vaquinha' feita pelo PT. 

Já cumprem pena em casa o ex­-ministro José Dirceu, o ex-­presidente do PT José Genoino, os ex­-deputados Valdemar Costa Neto (PR) e Bispo Rodrigues, além dos ex­-tesoureiros Delúbio Soares (PT) e Jacinto Lamas (do extinto PL, hoje PR). João Paulo é o único a ter pedido de progressão de regime negado pelo STF, embora já tenha atingido o tempo mínimo para ter direito ao benefício.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247