Cunha só pode ser preso após sentença do STF

PGR não pode pedir a prisão do presidente da Câmara antes de sentença do Supremo Tribunal Federal, explica o colunista Jorge Bastos Moreno; além disso, só a Câmara pode decretar a cassação e o afastamento do deputado

PGR não pode pedir a prisão do presidente da Câmara antes de sentença do Supremo Tribunal Federal, explica o colunista Jorge Bastos Moreno; além disso, só a Câmara pode decretar a cassação e o afastamento do deputado
PGR não pode pedir a prisão do presidente da Câmara antes de sentença do Supremo Tribunal Federal, explica o colunista Jorge Bastos Moreno; além disso, só a Câmara pode decretar a cassação e o afastamento do deputado (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não pode pedir a prisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), antes de sentença do Supremo Tribunal Federal.

A explicação é do jurista Nelson Jobim, ex-ministro do STF, ao colunista Jorge Bastos Moreno. Além disso, só a Câmara pode decretar a cassação e o afastamento do deputado, lembra o jornalista.

"A moda Sérgio Moro não funciona nesse caso. Só depois da sentença do Supremo Tribunal Federal é que essas providências podem ser tomadas", disse Jobim a Moreno.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email