Datafolha: Arruda e Agnelo em provável 2º turno

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (4) apresenta José Roberto Arruda (PR) com 34% das intenções de votos, 5 pontos percentuais a menos que a soma de todos os outros candidatos e sugere o 2º turno com o atual governador Agnelo Queiroz (PT), que tem 19%; senador Rodrigo Rollemberg (PSB) vem em seguida com 13%; ex-governador do Distrito Federal, até o momento impugnado, aguarda o desenlace dos obstáculos judiciais e segue com campanha, autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apesar de manifestação contrária do Ministério Público Eleitoral (MPE). Agnelo Queiroz (PT) tem a maior taxa de rejeição (41%)

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (4) apresenta José Roberto Arruda (PR) com 34% das intenções de votos, 5 pontos percentuais a menos que a soma de todos os outros candidatos e sugere o 2º turno com o atual governador Agnelo Queiroz (PT), que tem 19%; senador Rodrigo Rollemberg (PSB) vem em seguida com 13%; ex-governador do Distrito Federal, até o momento impugnado, aguarda o desenlace dos obstáculos judiciais e segue com campanha, autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apesar de manifestação contrária do Ministério Público Eleitoral (MPE). Agnelo Queiroz (PT) tem a maior taxa de rejeição (41%)
Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (4) apresenta José Roberto Arruda (PR) com 34% das intenções de votos, 5 pontos percentuais a menos que a soma de todos os outros candidatos e sugere o 2º turno com o atual governador Agnelo Queiroz (PT), que tem 19%; senador Rodrigo Rollemberg (PSB) vem em seguida com 13%; ex-governador do Distrito Federal, até o momento impugnado, aguarda o desenlace dos obstáculos judiciais e segue com campanha, autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apesar de manifestação contrária do Ministério Público Eleitoral (MPE). Agnelo Queiroz (PT) tem a maior taxa de rejeição (41%) (Foto: Leonardo Araújo)

Brasília 247 - Pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (4), apresenta José Roberto Arruda (PR) com 34% das intenções de votos, 5 pontos percentuais a menos que a soma de todos os outros candidatos e sugere o 2º turno com o atual governador Agnelo Queiroz (PT), que tem 19%. O senador Rodrigo Rollemberg (PSB) vem em seguida com 13%. Descolados do pelotão de frente, estão Toninho do Psol (PSOL) com 4%, Luiz Pitiman (PSDB) com 3% e Perci Marrara (PCO) com 0%. Brancos e nulos chegam a 11% e "Não sabe ou não respondeu", 16%.

Arruda, até o momento impugnado, aguarda o desenlace dos obstáculos judiciais. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, negou no dia 1º de setembro o pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE) para impedir que Arruda continuasse a fazer campanha. Toffoli entendeu que o recurso no qual a defesa de Arruda contesta a decisão do tribunal, que barrou a candidatura do ex-governador, deve ser julgado antes do pedido do MPE.

No dia 30 de agosto, os advogados do candidato entraram com novo recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar obter o registro de candidatura. No dia 26, os ministros da corte mantiveram decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), que negou o registro com base na Lei da Ficha Limpa, devido à condenação por improbidade administrativa no julgamento referente à Operação Caixa de Pandora, que investigou o esquema de corrupção conhecido como Mensalão do DEM.

Rejeição
Agnelo continua com a maior taxa de rejeição (41%), seguido por Arruda (28%), Toninho do Psol (12%), Pitiman (8%), Rollemberg e Perci Marrara, ambos com 6%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com os números DF-00037/2014 e BR-00517/2014. O Datafolha ouviu 722 eleitores em todo o DF nos dias 2 e 3 de setembro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247