Deputado do DF acionará Justiça para barrar nomeação de Oliveira

De acordo com o deputado distrital Fábio Felix (PSOL-DF), "os precedentes judiciais indicam que todo ato deve obedecer à moralidade administrativa, mesmo se tratando de nomeação e posse de ministro de Estado". Amigo pessoal de Jair Bolsonaro, Jorge Oliveira é cotado para assumir o ministério da Justiça

Fábio Felix
Fábio Felix (Foto: CLDF/Carlos Gandra)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado distrital Fábio Felix (PSOL-DF) informou neste domingo (26) que entrará com uma ação na Justiça Federal para barrar a nomeação do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira, para o Ministério da Justiça. Amigo pessoal de Bolsonaro, Oliveira é cotado para assumir a pasta no lugar de Sérgio Moro, após Jair Bolsonaro exonerar Maurício Valeixo da Diretoria-Geral da Polícia Federal.

O pai de Oliveira foi chefe de gabinete de Bolsonaro por 20 anos na Câmara de Deputados. 

De acordo com o parlamentar do PSOL, a nomeação de Oliveira tem o objetivo de proteger os interesses de Bolsonaro e seus filhos.

"O ex-ministro e o Presidente se acusaram de crimes muito graves, inclusive obstrução de Justiça (art. 1º, § 2º, da Lei 12.850/2010) e corrupção passiva privilegiada (art. nº 13, § 2º, do CP). Se Moro estiver falando a verdade, é um risco enorme não só para as investigações que envolvem as fake news, mas para todo o trabalho da Polícia Federal e do Ministérios da Justiça", afirmou, de acordo com relato publicado no blog do Fausto Macedo

"Os precedentes judiciais indicam que todo ato deve obedecer à moralidade administrativa, mesmo se tratando de nomeação e posse de ministro de Estado", afirmou o deputado.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247