Dias Toffoli rejeita pedido de Guajajara contra fake news de general Heleno

Nas redes sociais, o general Augusto Heleno afirmou que a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil está por trás de um site que imputa “crimes ambientais ao presidente da República”

Ministro Dias Toffoli, em sessão no STF 7/11/2019
Ministro Dias Toffoli, em sessão no STF 7/11/2019 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou interpelação judicial na qual a candidata à vice-presidência do PSOL em 2018, Sônia Guajajara, pedia que a Corte mandasse o chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, explicar declarações em que a relacionou à propagação de notícias falsas contra o governo Jair Bolsonaro.

Nas redes sociais, Heleno afirmou que a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, de Guajajara, está por trás de um site que imputa “crimes ambientais ao presidente da República” e apoia “campanhas internacionais de boicote” a produtos brasileiros.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247