Dilma desafia segurança e sai de moto por Brasília

Segurança Presidencial, general Marcos Antônio Amaro, teria descoberto a aventura e pediu a uma equipe para segui-la à distância para não acabar com o sentimento de que estava saindo às escondidas. Segundo a presidente, o passeio a fez "sentir melhor os ares de Brasília". Na época da ditadura, o general João Batista Figueiredo (1918-1999) também costumava escapar de motocicleta durante sua Presidência (1979-1985)

Segurança Presidencial, general Marcos Antônio Amaro, teria descoberto a aventura e pediu a uma equipe para segui-la à distância para não acabar com o sentimento de que estava saindo às escondidas. Segundo a presidente, o passeio a fez "sentir melhor os ares de Brasília". Na época da ditadura, o general João Batista Figueiredo (1918-1999) também costumava escapar de motocicleta durante sua Presidência (1979-1985)
Segurança Presidencial, general Marcos Antônio Amaro, teria descoberto a aventura e pediu a uma equipe para segui-la à distância para não acabar com o sentimento de que estava saindo às escondidas. Segundo a presidente, o passeio a fez "sentir melhor os ares de Brasília". Na época da ditadura, o general João Batista Figueiredo (1918-1999) também costumava escapar de motocicleta durante sua Presidência (1979-1985) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Longe dos holofotes e da tropa de segurança que a cerca todos os dias, a presidente Dilma Rousseff confessou uma escapada sigilosa do Palácio do Planalto em uma moto. "Coloquei o capacete e saí andando de moto pelas ruas de Brasília", teria contado ao quase incrédulo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA). Com ar de aventureira, a presidente disse que até sua segurança pessoal fora surpreendida.

No entanto, o Segurança Presidencial, general Marcos Antônio Amaro, disse que tudo foi monitorado. "Fiquei sabendo, sim, mandei acompanhar a senhora", revelou a Dilma, informando que havia orientado uma equipe a segui-la à distância para não acabar com o sentimento de que estava fazendo uma aventura às escondidas – segundo relatos da Folha.

Segundo Dilma, ao andar de moto pela capital, “sentiu melhor os ares de Brasília". Ela não confirmou se estava na garupa de alguém. Segundo o Palácio do Planalto a presidente não tem carteira de habilitação nem sabe dirigir motocicletas.

Esse não seria o primeiro caso na história do Planalto. O general João Batista Figueiredo (1918-1999) costumava escapar para voltinhas de motocicleta durante sua Presidência (1979-1985).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email